Após derrota na estreia pelo Bahia, Mano Menezes diz que mudanças vão acontecer

Em seu primeiro jogo a frente do Bahia, o técnico Mano Menezes viu o time do Esquadrão perder por 1 a 0 para o Atlético-GO. A partida, válida pela 10ª rodada do Brasileirão, aconteceu neste domingo (13), em Pituaçu. Avaliando o desempenho da equipe na sua estreia à frente do elenco, Mano falou sobre a escalação, posicionamentos dos jogadores em campo e mudanças futuras.

 

 

“Estamos numa fase que as nossas escolhas, talvez até um pouco pela pressão, pelo momento, não tem sido boas. Acho que poderíamos ter escolhido melhor o penúltimo passe e essa escolha melhor poderia ter se transformado em chance mais claras para que tivéssemos marcado o gol”, declarou o técnico em coletiva após a partida.

 

“A equipe já estava habituada a jogar dessa maneira eu não ia propor uma transformação grande disse isso na minha apresentação”, completou Mano Menezes. “As mudanças, numa sucessão de jogos como essa que todas as equipes estão tendo, elas elas vão acontecer naturalmente”, ressaltou o treinador.

 

“Na última parte do primeiro tempo o Atlético cresceu, nos criou um pouco de dificuldade em cima da linha de um volante só, eles adiantaram um pouco mais o Oliveira e aí criou uma dúvida para Ronaldo e aí tivemos que baixar Jadson para linha, exatamente para não ficar com inferioridade numérica no setor que começava uma jogada, duas jogadas, na terceira falta veio a infelicidade da falta, né”, avaliou o técnico sobre as chances abertas pelo time do Dragão e a oportunidade que permitiu a cobrança que abriu o placar em 1 a 0 e garantiu a vitória do Atlético-GO.

 

“Não tínhamos ilusão sobre o jogo”, destacou Mano. “A equipe vem atravessando o seu momento de dificuldade, que outras também vão atravessar no campeonato longo como é o Campeonato Brasileiro e agora com trabalho, com mais tempo para você treinar, afinal de contas fizemos um treinamento com equipe que jogou, um treinamento de 45 minutos. Não mais do que isso porque os jogadores precisam hoje em dia estar mais votados para recuperação do que do que para o desgaste, então, quando tivermos essa possibilidade vamos apresentar algo melhor”, explicou o técnico.

 

Sobre a organização em campo e as falhas desta partida, ele declarou que ainda precisa fazer ajustes para evitar que o Bahia continue tomando gols. “Efetividade depende de uma série de fatores”, destacou Mano. “Primeiro penso que temos que diminuir o número de gols sofridos. No Campeonato Brasileiro, até agora então, a medida em que sempre sofre um gol você precisa no mínimo fazer dois para vencer. Hoje sofremos pela entrada da área porque nos faltou numericamente. Entendo que faltou um jogador em determinado momento para fechar 2, mesmo que você jogue com triângulo: um cabeça de área, um defensor, uma contenção e mais dois, quando você é atacado você pode puxar dois para linha de defesa e acho que em determinados momentos nos faltou isso pouco mais e o Atlético tirou vantagem, porque entendeu que poderia nos atacar por ali em determinado momento e por ali sofremos a falta do gol”, explicou.

 

Mano Menezes ainda comparou a partida deste domingo com os últimos jogos do Bahia e opinou que contra o Atlético-GO a equipe teve melhoras. “Não sofreu tanto defensivamente como como em outros jogos anteriores vinha sofrendo. Mas temos que chegar nesse equilíbrio, esse famoso equilíbrio, que vai ter segurança e ter capacidade ofensiva para construir resultados positivos”, completou o treinador.

 

Com a derrota, o Tricolor baiano continua com 9 pontos e a equipe permanece na 16ª posição na tabela. O próximo duelo do Esquadrão será contra o Corinthians, na Neo Química Arena, na próxima quarta-feira (16), às 21h30.