Bahia vence fácil o Atlético-BA e só uma tragédia o tira da final do Baianão

Maior vencedor da competição com 47 taças e obviamente o grande favorito ao título do Campeonato Baiano, o Esporte Clube Bahia deu um passo importante para disputar mais uma decisão e nesta quinta-feira justificou o seu natural favoritismo ao vencer o Atlético de Alagoinhas, sem sustos ou sobressaltos, como deve ser e espera o seu torcedor, pelo placar de 3 a 0 na Arena Fonte Nova, pelos primeiros 90 minutos dos 180 que definirão o primeiro finalista do Estadual 2019. Moisés, Edcarlos (contra) e Ramires foram os autores dos gols que decretaram o triunfo tricolor e a boa vantagem para a partida de volta no dia 27, quarta que vem, no Estádio Antônio Carneiro.

Com o triunfo expressivo por 3 a 0, apenas uma tragédia tira do Bahia a vaga na final do Baianão na busca pelo 48º título baiano, já que joga podendo perder até por dois gols de diferença. O Carcará precisa vencer por três gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis ou aplicar uma diferença de quatro gols para avançar pela via direta. Vale lembrar que o Tricolor tem a melhor defesa da competição e até aqui só tomou 6 gols em 10 jogos.

Como esperado, apenas o Bahia controlou e dominou todo o primeiro tempo, enquanto o Atlético-BA apenas se defendeu e tentou alguns contra-ataques sem sucesso, aliás, o goleiro Douglas só foi exigido uma única vez e por um jogador do próprio time. O volante Flávio foi recuar e quase fez contra. Fora isso, só deu Esquadrão que encontrou dificuldades para criar diante da retranca do Carcará, mas conseguiu o gol aos 36 minutos em um belo chute de fora de área do lateral-esquerdo Moisés. O Tricolor poderia ter ido para o intervalo com 2 a 0 no placar se Gilberto não tivesse perdido um gol que ele não costuma perder.

No segundo tempo, o cenário permaneceu o mesmo e o Bahia continuou mandando em campo. Aos 14 minutos, saiu o segundo gol com Ed desviando chute de Élber contra o próprio patrimônio e marcando contra. Aos 34, o Esquadrão anotou o terceiro com o meia Ramires desviando cruzamento de Flávio, fechando a conta e passando a régua. O atacante Fernandão, autor de quatro dos cinco gols na goleada sobre o Jequié, começou no banco e só entrou em campo aos 36 minutos do segundo tempo.

Bahia e Atlético-BA voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (27), às 21h30, no Estádio Antônio Carneiro, quando será definido o primeiro finalista. Porém, antes disso, o Esquadrão tem um duelo importante pela Copa do Nordeste, no domingo (24), às 18 horas, diante do Salgueiro, na Arena Fonte Nova, pela sétima rodada da competição em que o Tricolor figura fora do G-4 e precisa do triunfo.

FICHA TÉCNICA

Bahia x Atlético de Alagoinhas
Campeonato Baiano – Semifinal (1º jogo)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 21/03/2019 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Marielson Alves Silva
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e Edevan Oliveira Pereira

Bahia: Douglas (Anderson); Flávio, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Élber (Artur), Ramires e Arthur Caíke; Gilberto (Fernandão). Técnico: Enderson Moreira.

Diego; Edcarlos, Iran, Bremer e Vicente (Túlio); Patrick Justino (Fausto), Alessandro Azevedo e Leandro Sobral; Gabriel Esteves (Kel), Peixoto e João Neto. Técnico: Arnaldo Lira.

 

Fonte: Futebol Bahiano / Foto: Felipe Oliveira / Divulgação EC Bahia