Justiça suspende lote de sabão em pó por usar combate ao coronavírus em anúncio

A Justiça suspendeu hoje (12) a comercialização de um lote do sabão em pó da marca Tixan-Yp. O motivo é sua embalagem, que dá a entender que seu produto teria eficácia contra o novo coronavírus.

Segundo a decisão, não há comprovação científica que endosse a afirmação, implícita na peça de marketing ao dizer que o sabão “combate e mata o vírus”.

A liminar determina a retirada de comercialização do produto, recolhimento das unidades que estejam no mercado e proibição de realizar novas campanhas publicitárias que façam alusão a eliminar “o vírus”. A multa é de R$ 50 mil por dia de descumprimento.

A decisão cabe recurso. A Ypê, entretanto, alega que o slogan não faz referência direta ao coronavírus.

Metro1