Liderados pela APLB, profissionais da educação realizam manifesto nesta sexta-feira em Santa Terezinha

Nesta sexta-feira (17) à partir das 8 horas, os profissionais da educação de Santa Terezinha realizam um manifesto público contra a Proposta de Ementa Constitucional 287 de Reforma da Previdência Social. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais também participam do manifesto a convite da APLB.

Estes são os principais pontos da PEC 287/16 que motivam o movimento:

– Exigência de idade mínima para aposentadoria a partir dos 65 anos para homens e mulheres;

– 49 anos de tempo de contribuição para ter acesso à aposentadoria integral;

– Redução do valor geral das aposentadorias;

– Precarização da aposentadoria do trabalhador rural;

– Pensão por morte e benefícios assistenciais em valor abaixo de um salário mínimo;

– Exclusão das regras de transição vigentes;

– Vedação à acumulação de aposentadoria e pensão por morte;

– Elevação da idade para o recebimento do benefício assistencial (LOAS) para 70 anos de idade;

– Regras inalcançáveis para a aposentadoria dos trabalhadores expostos a agentes insalubres;

– Fim da aposentadoria especial dos professores.

Suspensão da tramitação

Compõe o Núcleo da APLB Sindicato em Santa Terezinha, Rosineide de Souza Chagas Guedes, Coordenadora, Vice Coordenadora Renata Couto Ribeiro Bloisi, Tesoureira Aline Bastos e Secretaria Nataly Silva.