Neste sábado (13), tem forró do Flor Serena em live do CORREIO

A quarta live de São João promovida pelo CORREIO acontece amanhã, quando se comemora o Dia de Santo Antônio, conhecido como casamenteiro e um dos santos mais populares entre os brasileiros. E vai ser nesse clima que a banda baiana Flor Serena, comandada pelo cantor Verlando Gomes, faz um show especial a partir das 19h, no canal do jornal no Youtube.

E para não deixar dúvidas de como será a apresentação, em conversa com a reportagem do jornal, Verlando fez questão de antecipar o que a Flor Serena vai mostrar: “Iremos cantar nossos sucessos ao longo desses 20 anos de Forró”, diz o cantor, citando músicas como Morro de São Paulo, Saudade Boa e também os clássicos do forró, eternizados na voz de Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Flávio José, entre outros.

E como 2020 vai entrar para a história como um ano atípico por não acontecer a festa mais desejada pelos nordestinos, a Flor Serena (que afirma representar o autêntico forró pé de serra) também sente na pele essa falta de contato com seu público. Mas nem tudo está perdido, como reconhece Verlando, que já tem ideia do que pretende fazer quando tudo isso acabar. E ele espera que seja logo.

“A carreira da Flor Serena no pós-pandemia vai prosseguir normalmente. E como primeira ação, pretendemos lançar a Rural Elétrica (espécie de trio elétrico só que ao invés de um caminhão os músicos se apresentam numa rural) para todo o Brasil e estrear um especial num grande teatro em Salvador, o Flor Serena Acústico no Pé da Serra”, adianta.

A live também vai servir para matar as saudades das noites de São João, tanto do público quando da banda. Verlando admite que não vai ser fácil. “A saudade maior é estar em cima do palco tocando, há vinte anos fazemos isso e vai ser bem difícil encarar a realidade esse ano. A cultura junina é o grande patrimônio do nordestino, é um tesouro cultural que nos pertence e temos que preservar, desde a fogueira até a música de raiz, cuidar para que não caia no esquecimento, ou seja engolida por modernidades que as descaracterizem”.

Além de curtir a live da Flor Serena, os forrozeiros de plantão podem se solidarizar com a ONG Corrente do Bem – instituição baiana que cuida de famílias carentes – e que receberá as doações arrecadadas antes, durante e depois das apresentações. As doações podem ser feitas a qualquer momento e em qualquer valor.

Durante as transmissões, um QR Code ficará fixo na tela e, ao apontar a câmera, a pessoa será direcionada para uma área, onde poderá fazer doações. E quem não viu ou que rever as primeiras lives, do grupo Fulô de Mandacaru e do cantor Del Feliz, as apresentações seguem disponíveis no site do jornal.

Correio