Piauí confirma primeira morte por febre do Nilo Ocidental no Brasil

No Piauí, outras duas pessoas foram infectadas pelo vírus e sobreviveram.

Um caso de vítima fatal da febre do Nilo Ocidental (FNO) foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) nesta quarta-feira (24). A vítima foi uma idosa moradora da cidade de Piripiri. 

O caso, segundo o Estadão, foi notificado em 2017, mas os laudos conclusivos foram liberados somente neste mês. Este foi o primeiro registro de morte pela doença no País.

No Piauí, outras duas pessoas foram infectadas pelo vírus e sobreviveram. A primeira ocorrência foi em 2014, na cidade de Aroeiras do Itaim; e a segunda, em 2017, no município de Picos.

Reportagem do Estadão destaca que a FNO é uma infecção viral causada pela transmissão de mosquitos comuns (Culex). Assim como a dengue, a zika e a chikungunya, é uma arbovirose e só pode ser transmitida para os humanos através da picada de insetos infectados com o vírus. A doença não é transmitida de uma pessoa para outra.

Bahia Notícias/ Foto: Inea/Governo do Rio de Janeiro