Prefeitos se reuniram no Congresso Nordestino de Municípios

O Prefeito de Santa Teresinha, Aílton de Oliveira participou do Congresso Nordestino de Municípios, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, que começou no dia 11 e terminou ontem (quinta-feira, 13 de novembro). Durante o congresso esteve em discussão a participação e o fortalecimento da autonomia dos municípios em atividades internacionais. Para o prefeito Aílton participar dessas discussões é de grande importância, pois, fortalece a luta por um Nordeste melhor e gera oportunidades de um maior diálogo acerca do tema.

O Congresso foi promovido pela União dos Municípios da Bahia – UPB, em parceria com as associações municipalistas do Nordeste e com o Governo do Estado, através da Bahiatursa.

A presidente da UPB, prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria, disse que o Nordeste brasileiro é muitas vezes lembrado como uma das regiões brasileiras com as mais diversas carências. Justamente em razão disso, é uma terra onde muitas coisas ainda estão por ser feitas e, por isso mesmo, onde as oportunidades de desenvolvimento de negócios são amplas e variadas. Presente no encontro o diretor de planejamento da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste- SUDENE, Sérgio Antônio Guimarães fez uma reflexão sobre o surgimento da entidade e falou da importância na busca do desenvolvimento do Nordeste. Quitéria disse ainda que, o encontro, além de “gerar oportunidades” e “construir diálogos”, terá também como pauta a política. Em nota publicada no site Bocão News Maria Quitéria falou sobre a necessidade de um olhar diferenciado para o Nordeste. “Como estamos em governos novos, apesar de ser reeleição (Dilma Rousseff) e sucessão (Rui Costa), mas sempre é uma gestão nova, e a gente quer que sempre eles tenham um olhar direcionado para os municípios e, principalmente para o Nordeste. Nesses novos mandatos dos governos, a gente também tem uma pauta política, uma discussão política para que, dentro do contexto da região Nordeste, ser priorizado“, afirmou a líder da UPB, entidade que realiza o evento na capital baiana. Ela também revelou que o foco está na implementação de estratégias de enfrentamento para os desafios do presente e do futuro.

O Congresso Nordestino contou com a participação dos nove estados do Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe) para propor um projeto coletivo de desenvolvimento para o território, capaz de mobilizar forças políticas e sociais para ações convergentes.