Registro de queimada às margens da BA – 120 em Santa Teresinha

Queimadas à beira da pista representam um perigo para os motoristas

Por IVAN LIMA / Tapera TV

Oficialmente ainda não estamos no verão, mas a sensação térmica dos últimos dias se equivale às temperaturas do período da estação mais quente do ano que se iniciará no mês de dezembro. Diante da elevação das temperaturas aumentam em todo o estado os índices de queimadas a beira das rodovias o que acarreta um risco para os condutores de veículos. Com a vegetação seca uma simples bituca de cigarro jogado de maneira despretensiosa pode causar um incêndio de grandes proporções, provocando um prejuízo incalculável para a natureza e um perigo imediato para o motorista, pois, a fumaça dificulta consideravelmente a visibilidade, o que facilita a ocorrência de acidentes.

Na tarde de hoje (11 de novembro) registramos um pequeno incêndio que ocorreu às margens da BA – 120 no trecho próximo entrada da cidade de Santa Teresinha e a exemplo do que acontece em rodovias mais movimentadas essa situação representa um perigo, pois, como tido antes, a fumaça ao invadir a pista dificulta a visibilidade para quem trafega.

Um levantamento das polícias rodoviárias federais em Mato Grosso e Goiás – dois dos Estados mais atingidos pelas queimadas – aponta que a baixa visibilidade nas estradas por causa de focos de incêndio já causou mais de 40 acidentes de trânsito durante o período seco neste ano. Ao menos sete pessoas morreram.

No estado da Bahia foram registrados até o mês de outubro contabilizando todos os incêndios florestais 1.594 focos.

Segundo levantamento, na maioria das vezes o fogo começa, principalmente, com bitucas de cigarro jogadas de dentro dos carros em matos altos e secos ou quando um raio solar incide sobre uma lata de metal. Em caso de fumaça na pista, o motorista deve reduzir a velocidade e ligar o pisca alerta. Se não houver visibilidade suficiente para prosseguir, o condutor deve parar o carro antes da queimada. No caso das rodovias federais, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) pode ser acionada por meio do telefone 191.