Cofundador do Facebook, Eduardo Saverin quer virar sócio do Chelsea

Cofundador da rede social Facebook e apontado em algumas edições da lista da Forbes como o brasileiro mais rico do mundo, Eduardo Saverin (foto) pode virar sócio do time de futebol Chelsea (ING). O investidor integra um grupo liderado Steve Pagliuca, bilionário do setor de private equity vinculado à Bain Capital.

A venda do clube atual campeão do mundo foi anunciada pelo bilionário russo Roman Abramovich após ser alvo de sanções contra o governo russo em razão da guerra na Ucrânia. Abramovich é apontado como pessoa próxima do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

A venda do Chelsea pode superar US$ 4 bilhões (R$ 16,68 bilhões), que seria o maior valor já pago por um time de futebol na história. O time de futebol está sendo disputado por ao menos mais dois grupos de investidores, segundo a imprensa inglesa. Um deles é liderado por Tom Ricketts, dono do time de beisebol Chicago Cubs. O outro consórcio é formado pelo chairman da companhia aérea British Airways, Martin Broughton, e o presidente da World Athletics, Sebastian Coe.

O grupo de investidores integrado por Saverin inclui ainda o canadense Larry Tanenbaum, chairman da NBA – a liga de basquete profissional dos estados Unidos – e o criador do fundo Passport Capital, John Burbank.

Saverin tem uma fortuna estimada em US$ 12,2 bilhões (R$57 bilhões), segundo a Fortune. Já desligado da gestão do Facebook, o brasileiro lançou em 2016 sua própria gestora de recursos, a B Capital, em parceria com Raj Ganguly, também da Bain Capital. Com informações do Terra.


There is no ads to display, Please add some